sábado, 3 de março de 2018

A Paixão de Cristo de Lauro de Freitas comemora vinte edições e será apresentada em grande arena montada na Praça da Matriz



O espetáculo será apresentado uma semana após a Semana Santa, de 07 e 08 de abril e os ingressos serão trocados por alimentos não perecíveis.

Durante 20 edições ininterruptas, a Paixão de Cristo de Lauro de Freitas já emocionou milhares de pessoas. E para comemorar esta data, a produção do espetáculo promete fazer uma grande celebração, presenteando o público do município e de toda a Bahia com cenas memoráveis da vida de Jesus.

O espetáculo desde a sua primeira apresentação, em 28 de março de 1999, teve a participação de mais de duas mil pessoas. Crianças, jovens e idosos da comunidade estiveram presentes como atores, figurantes, bailarinos, cantores, técnicos e produtores, numa demonstração de fé e de amor, na construção coletiva de uma história comovente.

Para esta edição, uma das principais novidades é a participação do ator que protagoniza a peça, o jovem Amós Heber (33), que integrou o elenco da série Os Clandestinos, da Rede Globo. Compõe ainda o elenco principal, atores e atrizes da cidade e convidados, a exemplo de Cissa Brito (Maria); Luide Prins (Pilatos); Lázaro Machado (Heródes); Julio César Mello (Caifás); Tina Oliveira (Madalena); Gustavo Busson (Judas e João Batista); Alan Nery (Demônio); Lucas Lins (Tomé e Barrabás); Everton Di Caprio, Felipe Lima, Ramon Silva, Ruan Almeida e Sheila Dias (Fariseus); Elis Moreno, Joelma Luz, Lila Luz e Ruth Marinho (Sacerdotisas) e grande elenco, sob a direção artística de Duzinho Nery.

Neste ano, os participantes das oficinas da Cia. Távola de Teatro, vão compor o elenco de transição, além de interpretarem os personagens secundários da montagem, enriquecendo ainda a mais a peça. “As nossas oficinas de teatro estão acontecendo há um ano. Conduzido por mim e pelas arte-educadoras Dayane Neves e Ruth Marinho. Temos mais de cinquenta participantes entre crianças, jovens e adultos. E inseri-los na Paixão de Cristo, está sendo uma experiência única, muito enriquecedor para ambos os lados”. Disse o diretor do espetáculo Duzinho Nery.

A peça que é apresentada tradicionalmente uma semana após a Semana Santa, neste ano será de 07 e 08 de abril de 2018, na arena da Paixão, na Praça da Matriz – Centro – Lauro de Freitas, às 19h. O ingresso será trocado no Cine Teatro de Lauro de Freitas a partir do dia 03 de abril, horário comercial. Para assistir o espetáculo será cobrado 1kg de alimento não perecível. Os alimentos serão doados a famílias carentes e a instituições de caridades da cidade.

A Paixão de Cristo de Lauro de Freitas conta com o patrocínio da Prefeitura de Lauro de Freitas, através do Fundo Municipal de Cultura e da Bahiatursa. Para maiores informações, acesse o site: www.apaixaodelaurodefreitas.com.br ou ligue para o telefone: (71) 98704-3494.

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Entrega da chave da cidade ao Momo Duzinho Nery abre a Folia de Respeito em Lauro de Freitas



Abram alas que a Folia de Respeito começou em Lauro de Freitas. Com a entrega da chave da cidade ao Rei Momo e a Rainha do Carnaval, a prefeita Moema Gramacho abriu oficialmente a folia momesca no município. A cerimônia de abertura aconteceu no final de linha do Centro, nesta sexta-feira (9). Com abadás repletos de cor e chuva de confetes, os foliões que aguardavam para brincar nos blocos comemoraram a abertura da festa.


A prefeita Moema Gramacho chamou atenção para a escolha do tema da festa no município e ressaltou a importância de manter a tradição. “Nesta sexta-feira damos início ao nosso carnaval que na Bahia tem a capital como referencia da maior festa do mundo, mas que tem municípios que resgatam sua tradição e aqui em Lauro de Freitas não poderia ser diferente. Este ano escolhemos um tema muito interessante, Folia de Respeito, pois temos que brincar mas manter o respeito aos jovens, mulheres, idosos, LGBTs”.

Ao passar a chave para o Rei Momo a prefeita desejou a todos um carnaval alegre e de paz. “Nesse momento passo a chave para o Rei Momo lembrando que aqui o rei não reina sozinho, as mulheres também comandam. Que a gente possa brincar sem violência”. O rei Momo Duzinho Nery recebeu a chave com um enorme sorriso falou do orgulho de novamente fazer parte da folia de Lauro de Freitas. “Estou mais uma vez aqui como rei Momo e levarei essa chave com dignidade e respeito como Lauro de Freitas merece. Com certeza faremos um grande carnaval, um carnaval de alegria.”


Para a rainha Isis de Oliveira “a expectativa é que esse carnaval traga muito energia positiva a todos os foliões e seja celebrado com muito amor e respeito”. Lauro de Freitas tradicionalmente faz uma festa com espaço para todos os gostos e idades. Além do palco alternativo que dá espaço para todos os segmentos musicais, as crianças e idosos também têm seu espaço garantido na folia, com o Baile da Terceira Idade e PCD realizado neste sábado, e o Baile Infantil que acontece no domingo.


O Secretário de Cultura e Turismo Manoel Carlos falou do esforço para fazer um carnaval que contemplasse todos os gostos. “Além dos blocos, temos um trio parado na Praça Martiniano Maia e um palco alternativo na Praça da Matriz. É um carnaval plural onde temos possibilidade de música pra todo mundo. A expectativa é muito grande de que seja uma belíssima festa”.


Neste sábado a folia começa às 15h com o Baile da Terceira Idade, no Clube Ipitanga. Às 16h os blocos saem do final de linha e arrastam a multidão pelas ruas do Centro. No palco alternativo as apresentações começam às 18h, e o trio da Praça Martiniano Maia. A festa momesca em Lauro de Freitas vai até a segunda-feira (12).

Duzinho Nery e Isis Oliveira já reinaram a folia momesca em outras oportunidades, Nery em Lauro de Freitas em 2015 e no carnaval de Salvador em 2016, já a rainha reinou em 2013 também no carnaval de Salvador. Ou seja, ambos têm experiências suficientes para tornar o carnaval de Lauro muito mais animado.







terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Duzinho Nery e Isis Oliveira são eleitos rei Momo e rainha do Carnaval de Lauro de Freitas 2018


Ambos os eleitos já tiveram a experiência de reinar no maior carnaval do planeta, em Salvador-Bahia

Duzinho Nery e Isis Oliveira após serem eleitos Rei Momo e Rainha do Carnaval de Lauro de Freitas 2018

Serpentinas, confetes e fogos brindaram a vitória do rei Momo Duzinho Nery e da rainha Isis de Oliveira. O casal foi eleito para reger o Carnaval de Lauro de Freitas, na noite deste sábado  (3), em concurso realizado na Concha Acústica Roger Batera que contou com a participação de artistas locais, produtores culturais e uma plateia animada que elevou ainda mais o tom de competição.

O certame foi acirrado. Para rainha do Carnaval ipitanguense cinco candidatas esbanjaram beleza, charme e simpatia. Com fantasias suntuosas apresentaram performances sensuais e muito gingado na tentativa de levar o primeiro lugar. "A gente sabe que não é fácil estar em cima do palco sendo julgado. As meninas deram seu melhor e foi difícil escolher uma", declarou o jurado Reinaldo Fuscão que compôs a bancada avaliadora ao lado do Babalórixa Pai Valdemir, da coordenadora da Secretaria de Cultura e Turismo  (Secult) Sirlene Lisboa,de Vicente Lopes, Presidente da Associação de Músicos de Lauro de Freitas e dos funcionários públicos Jailson Santos e Adilson Borges.



A grande vencedora Isis Oliveira deu um show a parte. A morena, moradora do Centro de Lauro de Freitas, tem histórico de vitória. Em 2013 a bela foi eleita rainha do Carnaval de Salvador e como quem é da realeza nunca perde a majestade, a coroa de sua cidade natal desta vez foi para ela. " Eu não tenho palavras para descrever a alegria desse momento. Desejo que seja um Carnaval de paz para todos com muito respeito", disse emocionada.

Já a disputa para o título de rei Momo ficou entre Juliérico dos Santos e o experiente Duzinho Nery que foi rei momo de Lauro de Freitas em 2015 e Rei Momo da capital baiana em 2016. Após  duas rodadas de performances com apresentações de dança e entrevista, a estrela de Nery voltou a brilhar. "Duzinho está com uma roupa impecável", avaliou a dona de casa Vânia Moreira, 38 anos. Para Eleonor Chagas, o carisma de Julierico é  seu diferencial. "Ele é lindo", disse.

O suspense e ansiedade para saber quem seria o novo rei, tomava conta do coração de todos, quando finalmente o envelope foi aberto, Duzinho Nery festejou. O jovem de 122 quilos morador do Centro da cidade, dedicou sua coroa a seu irmão caçula Alan Nery. "É para você! Os candidatos ao título de Rei Momo do carnaval de Salvador neste ano boicotaram a participação de Alan, sem motivos algum. Apenas porque ele chegou dez minutos atrasado para o sorteio de ordem do desfile. No regulamento não existia nada disso", bradou Nery.  E m seguida festejou, recebendo a faixa e o cetro.

Os irmãos Alan Nery e Duzinho após o concurso para escolha de Rei Momo e Rainha do Carnaval de Lauro de Freitas

O Carnaval de Lauro de Freitas iniciará na próxima sexta-feira  (9). A abertura contará com a presença da prefeita Moema Gramacho que passará as chaves da cidade para a realeza momesca. Após o ato, a alegria reinará em Lauro de Freitas com a passagem dos blocos tradicionais, bailes de idosos e infantis além de bandas que animarão o público em cima dos trios até a segunda-feira, dia 12.

Segue abaixo algumas fotos do Concurso que elegeu a nova côrte carnavalesca de Lauro de Freitas-Bahia.

Fotos: Lucas Lins














sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

PRESIDENTE DO GGB CRITICA DESCLASSIFICAÇÃO DE ALAN NERY DO CONCURSO PARA ESCOLHA DO REI MOMO DE SALVADOR 2018

"Abaixo a mediocridade. Viva a criatividade e o espirito do Carnaval".

Apresentação impecável de Alan Nery no Fantoches, que fez questão de se apresentar mesmo estando previamente desclassificado, ação arbitrária dos seus concorrentes. | Foto: Lucas Lins

O presidente do GGB - Grupo Gay da Bahia,Marcelo Cerqueira faz duras críticas após a desclassificação irregular de Alan Nery do concurso que elegeu o Rei Momo do carnaval de Salvador 2018.

Para relembrar, que no regulamento oficial do concurso, não existe nenhuma regra para eliminar um candidato, ainda mais pelo fato de afirmar que o ator e publicitário Alan Nery não chegou a tempo para o sorteio de ordem de entrada da apresentação. Ainda que a própria coordenação sabia que Nery estava num local muito próximo do clube carnavalesco Fantoches Euterpe. Mas quando Alan chegou no local, pontualmente às 19h, todos os candidatos, com exceção de Dallas, o atual eleito, se manifestaram de forma desleal e desrespeitosa, bradando a desclassificação de Alan Nery, ameaçando que se ele subisse no palco, todos os candidatos a Rei Momo não subiriam. Para não boicotarem o concurso, a Federação de Entidades Carnavalescas e Culturais da Bahia, junto com o COMCAR, Conselho do Carnaval, decidiram eliminar o candidato a Rei 2018, Alan Nery.

Se houve motivos para banir a participação de quem chegou atrasado para tal sorteio, não existe em nenhum dos artigos do Regulamento e desta forma se caracteriza a arbitrariedade e desrespeito pela desclassificação do belíssimo candidato Alan Nery e Salvador perde a oportunidade de ter um Rei Momo à altura do maior carnaval do planeta.

REGULAMENTO PARA ESCOLHA DO "REI MOMO" DO CARNAVAL DE SALVADOR 2018




Veja a publicação de Marcelo Cerqueira nas redes sociais, fazendo duras críticas referente a eliminação de Alan Nery do concurso que escolheu o Rei Momo de Salvador 2018.

ALAN REI MOMO DO CARNAVAL DE SALVADOR 2018! Abaixo a mediocridade. Viva a criatividade e o espirito do Carnaval.

Alan Nery foi Rei Momo de Salvador em 2015 e 2017 | Foto: Will Santos

Afinal, o que está acontecendo mesmo, o povo quer saber a verdade dos fatos. Primeiro, foi divulgado que devido ao tempo, a quantidade de festas na cidade, a proximidade do carnaval de Salvador, não iria acontecer a eleição do Rei Momo, e que Alan Nery, seria reconduzido ao cargo eleito ano passado. E assim, foi comunicado, e depois voltaram atras e fizeram aquele evento meia boca, sem brilho, sem charme, sem festa , sem espirito de carnaval.
Ano passado Alan chegou chegando com uma batucada de Lauro de Freitas, havia dançarinas ,mascarados, foi linda a chegada do candidato. Não por serem meus amigos Alan Nery e Duzinho Nery trouxeram brilho ao Concurso do Rei Momo, levaram produção de roupas, conteúdo, animação. Levarem juventude, vigor e disposição ao evento.

A Alegria de Alan Nery na apresentação que utilizou um figurino com riquezas de detalhes digno para o Carnaval da Bahia | Foto Lucas Lins
E fizeram isso não apenas pela premiação, porque se gasta muito para cobrir a festa do carnaval, fazer agendas, está em todos os lugares, e pior se deslocar sem ter carro de apoio, sem ter hotel no centro para hospedar a comitiva do Rei Momo, e eles encaram tudo isso na boa! São seis dias de correria! Vestir e tirar roupa, lavar,passar, e é preciso ter várias mudas de roupas para dá tempo fazer as agendas.
Desde o ano passado que se torcia o bico para os dois irmãos dizendo que eles monopolizavam. Então se querem concorrer com eles, façam produção! O que não é aceitável é fazer tirania, maldade, sacanagem, fofoca, porque eles são sim os melhores.

Mesmo desclassificado, Alan Nery demostra postura e alegria durante o concurso | Foto Lucas Lins

Se não existem critérios em relação a participação dos candidatos, que faça, que limitem o candidato ganhar como ocorrem. Se o candidato ganha 8 vezes consecutivas, que não possa mais participar que seja Hors Concours. Isso valoriza a pessoa e a criatividade, o que não pode prevalecer é a mediocridade, a picuinha e a fofoca contra o artista. Meu repúdio total a essa organização do Rei Momo. Alan Rei Momo do Carnaval de 2018! Querem ganhar, superem eles, combatam na criatividade, na disputa no palco, na roupa, mas não na fofoca e na tirania.

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Câmara autoriza financiamento de campanhas com fundo de R$ 1,7 bi




A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (4), novamente em votação simbólica, o Projeto de Lei 8703/17, de origem no Senado Federal, que cria um fundo público para financiar as campanhas eleitorais no Brasil. A matéria tramitava em regime de urgência na Casa. 

Como foi aprovada antes do dia 7 de outubro, a proposta vai à sanção e pode valer para as eleições do ano que vem se não sofrer nenhuma alteração na Câmara. Em caso de modificação do texto, ele volta para a análise do Senado Federal.

A matéria, de autoria do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), determina a criação de um fundo estimado em R$ 1,7 bilhão para bancar as campanhas. O valor será originado de 30% de emendas parlamentares de bancada.

O valor validado pelo Congresso Nacional será adicionado ao fundo partidário de R$ 867,5 milhões, recebido anualmente pelas siglas do País.

O projeto aprovado também proíbe qualquer tipo de propaganda política paga na cadeia de rádio e televisão e estabelece que os recursos de compensação financeira destinada às emissoras sejam utilizados no financiamento dos candidatos. O horário eleitoral gratuito, no entanto, segue sem modificação nos meios de comunicação do País.

Favorável à proposta, a deputada Alice Portugal (PCdoB-BA), classificou a votação como um "momento crucial para a história". Ela afirma que a medida representa "um marco" sobre o modelo de financiamento das eleições.

— É a isenção fiscal que faz com que as TVs garantam a exibição dos programas partidários. Isso é recurso público e ninguém abre mão desse recurso para a aparição nos programas partidários de TV. Afinal de contas, é através do palanque eletrônico que nos colocamos em frente da sociedade brasileira.

Os críticos ao projeto afirmaram durante a sessão que o uso das emendas para financiar campanhas vai retirar recursos das áreas de saúde e educação. O deputado Ivan Valente
(PSOL-SP) classificou a proposta como "vergonhosa" e disse que ela foi articulada "em conluio no Senado Federal para atropelar todo o debate da Câmara dos Deputados" sobre as mudanças eleitorais.

— As pessoas se acostumaram a fazer campanhas com milhões, eleger deputados com R$ 10 milhões declarados. [...] Quando se fala que gastaram R$ 5 bilhões com o financiamento privado de campanha, agora queremos R$ 5 bilhões do fundo público.

Câmara aprova regulamentação de fundo para financiar campanhas

Também do PSOL, Glauber Braga (PSOL-RJ) disse defender um financiamento público adequado ao fundo partidário já existente.

— [Queremos] uma divisão igualitária desses recursos, não uma divisão com mais recursos para os partidos da ordem e os grandes partidos para que você evite qualquer tipo de alteração substancial do sistema eleitoral brasileiro.

O deputado Givaldo Carimbão (PHS-AL) questionou “como um partido recebe R$ 400 milhões de fundo partidário e não tem dinheiro para financiar campanhas de deputados”. Ele diz não saber o motivo para utilizar tanto dinheiro para os candidatos.

Mais cedo, o plenário da Câmara havia aprovado um projeto relatado pelo deputado Vicente Candido (PT-SP) que regulamenta a utilização do fundo especial para financiar campanhas, cria regras para as propagandas na internet e limita os gastos das campanhas eleitorais. 

Bate-boca

Após o anuncio da decisão, o deputado Júlio Delgado (PSB-MG) bateu boca no plenário da Casa com outros parlamentares, entre eles Carlos Marun (PMDB-MS), que separou um princípio inicial de discussão.

Minutos depois, Delgado subiu à tribuna e disse que foi "insultado" pelo grupo de deputados favoráveis à criação do fundo de R$ 1,7 bilhão enquanto defendia suas posições na Casa.

Avião que promete rota Brasil-EUA em 4 horas fará primeiro voo




A empresa Spike Aerospace, que busca construir um avião capaz de viajar entre o Brasil e os Estados Unidos em cerca de 4 horas, fará seu primeiro teste de voo neste fim de semana. A companhia vai avaliar o desempenho de um protótipo do seu projeto de jato executivo supersônico, que sobrevoará a região de Boston. Esta aeronave tem tamanho menor do que o modelo que a empresa pretende lançar comercialmente em 2021.

A Spike Aerospace tem como objetivo desenvolver um avião capaz de voar em velocidades maiores do que as de hoje para diminuir em quase metade o tempo de voo. Dessa forma, uma viagem entre Nova York e São Paulo teria duração aproximada de 4h30 horas. Hoje, esse trajeto em voo comercial costuma durar pouco menos de 10 horas.

“Imagine viagens Nova York-Londres em um dia. Saia de Nova York às 7h (horário local), chegue em Londres às 16h (horário londrino). Tenha um jantar de negócios, saia às 21h (Londres). Esteja em casa às 18h (de NY). Uma excursão através do Atlântico é só mais um dia no escritório. Sem necessidade de passar a noite fora”, promete a companhia.

O teste definitivo do modelo está planejado para 2020. Um dos problemas que a empresa tenta solucionar até lá é o barulho criado quando se voa em velocidades superiores à do som – também conhecida como Mach 1 (1,225 quilômetros por hora). O fenômeno, conhecido como sonic boom, fez com que as aeronaves Concorde só pudessem atingir velocidade supersônica quando estavam sobre o oceano. O S-512 pretende chegar a Mach 1,6 (1.770 quilômetros por hora).

Outro desafio é o alto gasto de combustível, motivo pelo qual o Concorde foi aposentado em 2003. Segundo a Spike Aerospace, seu jato, para entre 12 e 18 passageiros, só gastará 16% a mais de querosene de aviação.